O PRIMEIRO SHOW DE STEVE VAN ZANDT COM BRUCE SPRINGSTEEN & THE E STREET BAND

No dia 20 de julho de 1975, Steve van Zandt fez sua grande estreia como guitarrista da E Street Band, companheira inseparável de Bruce Sringsteen.

As mudanças de formação na banda começaram em fevereiro de 1974, após a demissão do baterista Vini Lopez. Em seu lugar, entra Ernest Boom Carter, que permanece até a saída do tecladista David Sancious (juntos, os dois formam o Tone). Em setembro, chegam Roy Bittan (teclados) e Max Weinberg (bateria), além da violonista Violinist Suki Lahav (que logo deixaria o grupo para encontrar o sucesso como compositora em Israel).

Steve van Zandt, que já havia dividido o palco com Springsteen em outras bandas formadas pelo Boss, assume as seis cordas, participando dos álbuns Born to Run, Darkness on the Edge of Town, The River (como produtor) e Born in the USA.

Em 1984, van Zandt deixa a E Street Band para seguir carreira solo, retornando onze anos depois.

Abaixo, a íntegra do primeiríssimo show do guitarrista ao lado de Bruce Springsteen & the E Street Band, em Providence, Rhode Island, EUA. Enjoy.

Setlist

Incident On 57th street
Spirit in The Night
Tenth Avenue Freeze-Out
Growin’ Up
It’s Hard To be a saint in the city
E Street Shuffle
Born to Run
Thunder Road
New York City Serenade
Kitty’s back
Rosalita (Come out Tonight)
4th of July Asbury Park (Sandy)
A love so fine
Sha la la
Quarter to three


A PRIMEIRA [E ÚNICA] VEZ DE BIG JOHN DUNCAN (THE EXPLOITED) COMO GUITARRISTA DO NIRVANA

No dia 23 de julho de 1993, Kurt Cobain, Dave Grohl e Krist Novoselic chegam à Nova Iorque para tocar no Roseland Ballroom como parte do New Music Seminar (evento corporativo que contava com bandas alternativas como atração musical).

Os fãs não sabiam, mas a banda apresentaria várias faixas inéditas que fariam parte do álbum In Utero.

Por exigência dos novos arranjos, Lori Goldston foi recrutada para tocar violoncelo pela primeira vez em um show do Nirvana (apesar de Goldston acompanhar a banda por um tempo e participar do MTV Unplugged in New York, quem cuida do instrumento nas gravações do novo álbum é a musicista Kera Schaley).

Pat Smear ainda não fazia parte do grupo (isso aconteceria um mês depois). Por isso, a banda contou com alguns guitarristas durante a fase de testes do novo repertório. Entre eles, Big John Duncan, lendária figura do movimento punk britânico e integrante da fase de ouro do Exploited (1980-83).

No concerto em questão, Duncan participou de quatro faixas: “Drain You”, “Tourette’s”, “Aneurysm” e “Very Ape”. Reza a lenda que Kurt Cobain teria sofrido uma overdose antes do show, se recuperando minutos antes da apresentação. Fora isso, foi “apenas” mais um show do Nirvana, que você ouve na íntegra logo abaixo, após a reportagem sobre a grande noite. Enjoy.



HÁ 19 ANOS: O ÚLTIMO SHOW DE JERRY GARCIA E O GRATEFUL DEAD

No dia 9 de julho de 1995, Jerry Garcia fazia sua última apresentação com o Grateful Dead no Soldier Field, em Chicago.

Poucos dias depois (em 01/08 para ser mais exato), o coração do músico parou de bater, aos 53 anos, durante outro programa de reabilitação para viciados em heroína e cocaína. Uma pena.



Abaixo, a íntegra do último show de Jerry Garcia e o Grateful Dead.



MARK LANEGAN AO VIVO NA RÁDIO KEXP

Programa disponibilizado ontem pela rádio KEXP (gravação feita na última quinta-feira). Setlist: “Judgement Time”, “The Cherry Tree Carol”, “I Am The Wolf” e “Reaching for the Moon”.



O ÚLTIMO SHOW DE ZIGGY STARDUST AND THE SPIDERS FROM MARS

"Este não é apenas o último show da turnê, mas é o último show que faremos. Obrigado".

Foi assim, no dia 3 de julho de 1973, que David Bowie anunciou o que todos pensaram ser a última apresentação de sua carreira.

Mas o Camaleão se referia ao personagem Ziggy Stardust, acompanhado pela banda Spiders from Mars.

Abaixo, a íntegra do tal show, que nunca mais aconteceu. De quebra, um documentário sobre o alienígena, produzido em 2012.





"PLASTIC", A FAIXA INÉDITA APRESENTADA PELO NEW ORDER, ONTEM, EM CHICAGO

Na noite de ontem (1), o New Order, abriu a mini turnê pelos Estados Unidos com a inédita “Plastic”, apresentada no Aragon Ballroom, em Chicago.

É a segunda faixa revelada por Bernard Sumner e e companhia desde o álbum Waiting for the Sirens’ Call, de 2005 (e a saída do baixista Peter Hook, em 2007).

No início do ano, a banda havia executado “Singularity” pela primeira vez ao vivo na América do Sul (passando pelo Brasil, inclusive).

Por aqui, ficamos com “Plastic”.



HÁ NOVE ANOS: A ÚLTIMA REUNIÃO DO PINK FLOYD, NO PALCO DO LIVE 8

No dia 2 de julho de 2005, Roger Waters, David Gilmour, Richard Wright e Nick Mason se reuniram para aquela que seria a última apresentação do Pink Floyd.

O setlist foi curto, é verdade (com apenas quatro músicas), mas entrou para a história como o primeiro show do velho quarteto após desde 1981.

Três anos depois, a morte do tecladista Richard Wright colocaria um ponto final em qualquer possibilidade de retorno do grupo (em 2011, Gilmour e Mason ainda fariam uma participação especial no show de Roger Waters na O2, em Londres, mas parou por aí).

O line-up do Live 8 (evento organizado por Bob Geldof para relembrar os vinte anos do Live Aid e pressionar o 31º encontro do G8) ainda contou com nomes como U2, Paul McCartney, Stevie Wonder, R.E.M., The Who, entre muitos outros.

Abaixo, as quatro faixas apresentadas pelo Pink Floyd em Londres, Inglaterra.